segunda-feira, setembro 13, 2010

REALISMO - NATURALISMO - PARNASIANISMO

Panorama histórico:

- Socialismo, cientificismo, evolucionismo, positivismo, lutas antiburguesas, 2ª Rev. Industrial;
Em 1881, com a publicação de “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, de Machado de Assis, inicia-se o Realismo no Brasil.  No Brasil: abolição, República, romance naturalista, poesia parnasiana.

Características do Realismo:

* Objetivismo;
* Descrições e adjetivações objetivas;
* Linguagem culta e direta;
* Mulher não idealizada; real. Ex.: Marcela e Virgília (Memórias Póstumas de Brás Cubas), Sofia (Quincas Borba)...
* Amor e outros interesses subordinados aos interesses sociais;
* Herói problemático;
* Narrativa lenta, tempo psicológico;
* Personagens trabalhados psicologicamente.

Principal autor:
Machado de Assis com “Memórias Póstumas de Brás Cubas” (1881); “Quincas Borba”, “Dom Casmurro”, “Esaú e Jacó” e “Memorial de Aires”.

MACHADO DE ASSIS E O ROMANCE REALISTA

1ª FASE (Tendências românticas) Obras: Ressurreição, A mão e a luva, Helena, Iaiá Garcia
Características Gerais:
- crença nos valores da época;
- estrutura de folhetim
- esquematismo psicológico.

2ª FASE (Tendências realistas) Obras: Memórias Póstumas de Brás Cubas, Quincas Borba, Dom Casmurro, Esaú e Jacó e Memorial de Aires.
Características Gerais:
- Análise psicológica (os seres vistos em sua complexidade psíquica)
- Análise dos valores sociais (os valores que a sociedade cria para justificar sua própria existência)
- Pessimismo (descrença nos indivíduos e na organização social)
- Ironia (o chamado “sense of humor”, inspirado nos ingleses Stern e Swift)
- Refinamento da linguagem narrativa.

Principais personagens:
Brás Cubas, Vigília, Quincas – (Memórias Póstumas de Brás Cubas)
Bentinho, Capitu, Escobar, José Dias, – (Dom Casmurro)
Quincas Borba, O cão e o Filósofo, Rubião, Sofia e Palha – (Quincas Borba)

ROMANTISMO x REALISMO
Principais diferenças entre Romantismo e Realismo:

 ROMANTISMO (1836-1881)
 - Ênfase na fantasia;
 - Predomínio da emoção;
 - Proximidade emocional entre autor e os temas;
 - Subjetividade;
 - Escapismo (literatura como fuga da realidade);
 - Personagens idealizados;
 - Nacionalismo;

 REALISMO (1881 – 1893)

 - Ênfase na realidade;
 - Predomínio da razão;
 - Distanciamento racional entre o autor e os temas;
 - Objetividade;
 - Engajamento (literatura como forma de transformar a realidade)
 - Retrato fiel das personagens;
 - A mulher numa visão real, sem idealizações...
 - Universalismo.


DIFERENÇAS ENTRE REALISMO E NATURALISMO
   REALISMO
 - Forte influência da literatura de Gustave Flaubert (França).
 - Romance documental, apoiado na observação e na análise.
 - A investigação da sociedade e dos caracteres individuais é feita “de dentro para fora”, por meio de análise psicológica capaz de abranger sua complexidade, utilizando a ironia, que sugere e aponta, em vez de afirmar.
 - Volta-se para a psicologia, centrando-se mais no indivíduo.
 - As obras retratam e criticam as classes dominantes, a alta burguesia urbana e, normalmente, os personagens pertencem a esta classe social.
 - O tratamento imparcial e objetivo  dos temas garante ao leitor um espaço de interpretação, de elaboração de suas próprias conclusões a respeito das obras.

     Naturalismo
 - Forte influência da literatura de Émile Zola (França).
 - Romance experimental, apoiado na experimentação e observação científica.
 - A investigação da sociedade e dos caracteres individuais ocorre “de fora para dentro”, os personagens tendem a se simplificar, pois são vistos como joguetes, pacientes dos fatores biológicos, históricos e sociais que determinam suas ações, pensamentos e sentimento.
 - Volta-se para a biologia e a patologia, centrando-se mais no social.
 - As obras retratam as camadas inferiores, o proletariado, os marginalizados e, normalmente, os personagens são oriundos dessas classes sociais mais baixas.
 - o tratamento dos temas com base em uma visão determinista conduz e direciona as conclusões do leitor e empobrece literariamente os textos.


PARNASIANISMO
“ARTE PELA ARTE”
      Parnasianismo:
- Surge na França como reação à poesia romântica
 - Procura corresponder, em poesia, ao Realismo na prosa

      Características do Parnasianismo:
 - Objetividade e impessoalidade do poeta
 - Culto à Forma, entendida como métrica, rima e versificação.
 - Utilização de fórmulas poéticas fixas como o soneto.
 - “Arte pela Arte”: a arte só tem compromisso com ela mesma
 - Tema principal: a mitologia greco-latina

PARNASIANISMO NO BRASIL

 - Literatura descompromissada das elites
 - Absoluto domínio em termos de prestígio
 - Formação da tríade parnasiana
 - Uma das causas da Semana de Arte Moderna
      TEMAS:
 - A mitologia e a história greco-romana
 - A natureza
 - O amor sensual
 - A pátria


PRINCIPAIS AUTORES E OBRAS

Poesia
  • Olavo Bilac
  • Via láctea
    O caçador de esmeraldas
  • Raimundo Correia
    Sinfonias
  • Alberto de Oliveira
    Meridionais
Romance
  • Machado de Assis
    Memórias póstumas de Brás Cubas
    Dom Casmurro
    Quincas Borba
  • Raul Pompéia
    O Ateneu
  • Aluísio Azevedo
    O cortiço
    O mulato
    Casa de pensão



Fonte: http://pessoal.educacional.com.br/up/4380001/1434835/t139.asp
 

4 comentários:

Anônimo disse...

Eu proucurei em muitos sites sobre o realismo, mas não encontrei nenhuma forma mais clara de entende-lo. O seu blog clareou minha mente, agora posso dizer de verdade que entendo do realismo. Muito obrigada pela a ajuda!

Anônimo disse...

Boa explicação, talvez no final na parte de autores e obras você pudesse especificar as obras quanto ao tipo literário.

Anônimo disse...

Gostei muito, mas queria diferenças entre o Realismo eo Parnasianismo...

Cassiano Pezenti disse...

quais foram as três correntes mais importantes da época realista?

Postar um comentário

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes